Economia

Time põe sede britânica à venda por mais de 600 milhões de euros

A Time Inc. colocou à venda o seu edifício sede em Londres, numa altura que luta contra quebras de circulação de publicações e perdas de publicidade. Mas o valor que estão a pedir pelo Blue Fin Building deixaria a maioria dos milionários a fazer contas primeiro: cerca de 450 milhões de libras, mais de 600 milhões de euros.

Edifício Blue Fin fica perto do rio Tamisa. DR
DR

A multinacional americana – que detém cerca de 100 revistas publicadas, na versão original ou em versões nacionais, em mais de uma centena de países, incluído a conhecida Time que lhe dá nome – anunciou esta quinta-feira a venda do edifício emblemático de Londres, situado junto ao rio Tamisa.

O motivo é a reestruturação da empresa, que tenta fazer face à quebra de receitas de circulação de revistas e também de publicidade. Segundo a Bloomberg, a Time Inc. Já se desfez de propriedades em Birmingham, no estado americano do Alabama, e Menlo Park, na Califórnia.

O edifício Blue Fin, conhecido pelas placas de alumínio azulado que lhe dão nome e muito usado para filmagens cinematográficas nos últimos anos, situa-se muito perto do rio Tamisa e da ponte Millennium, na zona de Southwark. Ocupa uma área a rondar os 50 mil metros quadrados e metade desse espaço é usado como sede da Time no Reino Unido, estando o restante alugado a outras empresas. Caso a venda seja concluída, a Time permanece no local, pagando uma renda para o usar.

O Blue Fin, comprado pela Time em 2007, faz parte de um complexo de três edifícios construídos há menos de dez anos. De acordo com o Guardian, os blocos 2 e 3 foram comprados em 2013 por 315 milhões de libras, cerca de 415 milhões de euros, pelo que o jornal britânico avança que não é difícil a Time conseguir 617 milhões de euros pelo edifício mais importante do conjunto. Nesse caso, a valorização do edifício atingida pela Time Inc. rondaria os 5%, cerca de 30 milhões de euros, indicam os media internacionais.

emanuel.costa@sol.pt