Internacional

Ex-agente da CIA condenado a três anos e meio de prisão

Um ex-agente da CIA foi hoje condenado a três anos e meio de prisão por revelar informação classificada a um jornalista, uma pena inferior à exigida pelo Governo norte-americano.

DR  

Indiciado em Dezembro de 2010 e preso em Janeiro de 2011, Jeffrey Sterling foi considerado culpado de 10 acusações em Janeiro, incluindo divulgação ilegal de informações confidenciais e obstrução da justiça.

O ex-agente deu em 2003 ao jornalista do New York Times, James Risen, informações sobre uma operação da CIA relativa ao nuclear iraniano, publicada em 2006 no livro "Estado de Guerra".

"Se revelou os segredos com conhecimento de causa, há um preço a pagar. A justiça deve enviar uma mensagem clara", disse o juiz.

O ex-agente da CIA deixou o tribunal sem prestar declarações, devendo apresentar-se mais tarde na prisão do Missouri para cumprir pena.

O Governo norte-americano tinha pedido uma pena entre 19 e 24 anos de prisão, mas os advogados de defesa pediram uma justiça diferente da feita ao general David Petraeus, ex-director da CIA, condenado em Abril por divulgar documentos ultra-secretos à sua biógrafa e amante.

Lusa/SOL