Economia

Honda chama mais 4,9 milhões de carros por perigo do airbag

A Honda juntou-se à Toyota e à Nissan, anunciando que vai chamar mais 4,89 milhões de carros para reparar um problema com o airbag da Takata. Ao todo, já foram chamados mais de 36 veículos de várias marcas em todo o mundo.


Além da Honda, a Daihatsu, subsidiária da Toyota, revelou também que vai recolher 260 mil veículos, mas apenas no Japão. No caso da Honda não se sabe quantos carros são afectados por esta recolha em Portugal, já os 6,5 milhões anunciados ontem pela Toyota e pela Nissan representam cerca de 20 mil automóveis no nosso país.

Estes casos das quatro fabricantes japonesas estão relacionados com um problema ainda mais vasto, que envolve dezenas de modelos de dez marcas. O total de veículos, que começaram a ser chamados em 2008, está já nos 36 milhões, segundo o Automotive News. Só da Honda serão 19,6 milhões as viaturas afectadas.

O problema nos airbags Takata provocou mais de uma centena de acidentes, com pelo menos seis mortos contabilizados em viaturas Honda – cinco nos Estados Unidos e um no Japão. As vítimas mortais foram atingidas por pedaços afiados ‘disparados’ do airbag devido a um mau funcionamento do dispositivo de segurança.

As recolhas das várias marcas envolvem viaturas construídas num largo período de tempo, algumas desde 2002, daí a expansão gradual do número de carros chamados a revisão ou troca de peças em todo o mundo. Devido ao espaço temporal de mais de dez anos, muitos desses automóveis já foram destruídos, mas alguns podem ainda estar em sucatas e centros de peças, locais que a Honda também já começou a contactar para tentar recolher os airbags da Takata.

Honda vasculha sucatas para recolher airbags com defeito

emanuel.costa@sol.pt

Os comentários estão desactivados.