Sociedade

Rapaz diz a Nilton que não tem nada a ver com o vídeo de bullying

“E para encerrar o tema chega-me um vídeo que me parece obrigatório postar porque o cyberbullying é uma realidade crescente e em muito maior escala que o bullying. É que atrás de um teclado de um computador todos são valentes e é muito fácil escrever ofensas gratuitas e ficar longe das reais consequências. Espero que este tema tenha servido para todos pensarmos um bocadinho nos nossos erros. Partilhem”, escreveu o comediante na sua página oficial no Facebook.

No seu vídeo, Sérgio apresenta três pontos: “Primeiro, nunca vivi na Figueira da Foz, sou de Viseu e passei a infância no Fundão e no Porto. Segundo, não conheço nenhum dos envolvidos no caso, tanto as raparigas como os rapazes. Terceiro, estou fora de Portugal há dois anos, eu canto e nunca consegui alcançar o meu sonho em Portugal, por isso tive de sair”, afirma.

“Desde ontem que tenho recebido muitas mensagens e comentários no Facebook a dizer que eu sou o autor do vídeo, para ter cuidado quando passar na rua, que me vão matar (…) Não julguem ninguém, não apontem o dedo a ninguém sem ter a certeza e deixem as autoridades trabalhar. Se não têm a certeza, não me podem acusar de algo que eu não fiz. Eu fiquei chocado com o que vi e até chorei. Se o rapaz vir este vídeo, quero dizer-lhe que tem o meu apoio. Espero que se faça justiça em Portugal”, diz Sérgio no vídeo que gravou.

Um vídeo que mostra duas adolescentes a agredir um rapaz, na Figueira da Foz, ao longo de 13 minutos tornou-se viral e levou dezenas de pessoas a exigirem a intervenção das autoridades. O Ministério Público abriu um inquérito tutelar educativo aos agressores menores de 16 anos e, quanto aos maiores de 16 anos, está a investigar as agressões e divulgação das imagens.

 

E para encerrar o tema chega-me um vídeo que me parece obrigatório postar porque o cyberbullying é uma realidade...

Posted by NILTON on Thursday, 14 May 2015

 

Com a divulgação do vídeo da agressão de um jovem da Figueira da Foz, surgiram também as acusações e os ataques nas redes sociais. Um jovem chamado Sérgio Hash foi acusado por várias pessoas de ser o autor do vídeo em causa. O homem de 25 anos pediu ajuda ao humorista Nilton para provar a sua inocência.