Cultura

Miguel Gomes festeja vitória do Benfica em Cannes

Miguel Gomes festejou a vitória do Benfica em Cannes, exibindo em palco um cachecol do bi-campeão nacional, esta tarde na apresentação do segundo volume de As Mil e Uma Noites, gritando mesmo: "Viva o Benfica!!" A foto foi divulgada pelo produtor Luis Urbano nas redes sociais.

DR

Na verdade, o jovem realizador de 43 anos vive dias de sonho. Depois da noite de glória, no sábado passado, em que exibiu a uma sala repleta a primeira parte de As Mil e Uma Noites, O Inquieto, subiu hoje ao palco para divulgar o segundo volume, O Desolado, a que a imprensa internacional classificou como 'O império português contra-ataca", numa divertida alusão à trilogia da 'Guerra das Estrelas.

Uma vez mais, o ex-crítico de cinema tornado realizador funde uma realidade documentada com elementos de fantasia e ficção, tal como fizera em Aquele Querido Mês de Agosto, apresentado em Cannes na Quinzena dos Realizadores, em 2008, e Tabu, premiado em Berlim, em 2011.

Neste filme de seis horas, dividido em três volumes, Gomes selecionou diversos eventos ocorridos durante o verão de 2013 e o verão do ano passado, filtrando-os com um tratamento de ficção.

É assim que convivemos, no primeiro filme, com as narrativas que a bela Xerazade (a revelar a atriz Crista Alfaiate) conta a um Grão Vizir, mas numa deriva que apenas pede emprestado o título aos famosos contos orientais. 
Pelo meio se narram as desventuras do reino de Portugal, durante um período em que estava sob a vigilância orçamental da Troika.

O primeiro-ministro de Pau Feito

Miguel Gomes mostra-se à vontade ao conseguir combinar, por um lado, a praga do desemprego com uma praga de vespas assassinas, ou a inquietação da proprietária de um galo, processada por o animal cantar a desoras.

No entanto, talvez o episódio mais hilariante seja mesmo a delirante paródia à classe política: após uma almoçarada com um primeiro-ministro, uma Ministra das Finanças e membros da Troika, os homens ficam sob o efeito de um spray que lhes provocará uma monumental ereção no momento em que decidem os cortes das nossas Finanças. Daí, nesse episódio, o chefe do Governo ser denominado como o primeiro-ministro de Pau Feito.

No segundo volume, O Desolado, Gomes evolui para "talvez o lado mais negro da saga", como confidenciou ao Sol em entrevista exclusiva, em que Xerazade conta "como a desolação tomou conta do Homem".

Depois da exibição de O Inquieto, e hoje, segunda feira, O Desolado, a trilogia encerra-se na quarta feira, com O Encantado.