Internacional

Há cada vez mais estrangeiros a serem expulsos de Angola

O número de estrangeiros expulsos de Angola por permanência ilegal aumentou mais de 50 por cento na última semana, para quase 2.000, segundo dados disponibilizados hoje à Lusa pelo Serviço de Migração e Estrangeiros (SME).

Os números dizem respeito ao período entre 21 e 27 de maio, com o SME a expulsar de Angola 1.997 estrangeiros, por via administrativa e judicial, face aos quase 1.300 na semana anterior.

Além disso, indicam os números oficiais do SME, estão contabilizados actualmente, através dos Centros de Detenção de Estrangeiros Ilegais, 691 cidadãos detidos, por situação irregular no país, que "aguardam a formalização das respectivas expulsões".

São maioritariamente (343) da República Democrática do Congo (RDCongo), mas há também 92 cidadãos da Guiné-Conacri na mesma situação, de acordo com os dados.

Segundo informações que as autoridades angolanas vão tornando públicas, um dos focos da incidência destas situações de permanência ilegal no país acontece no interior norte de Angola, com centenas de cidadãos da vizinha RDCongo detidos no garimpo, também ilegal, de diamantes.

Ainda segundo o balanço mais recente do SME, no mesmo período, por infracções migratórias, foram aplicadas multas a 152 cidadãos e 21 empresas.

Lusa/SOL