Vida

Adolescente morre de cancro depois de médicos ignorarem sintomas

Uma adolescente britânica morreu de cancro no estômago, depois de os médicos ignorarem os sintomas e terem afirmado que a jovem só queria ficar magra, como todas as adolescentes.

Georgia Marrison, de 18 anos, esteve durante meses a vomitar e a perder peso até lhe ter sido diagnosticada a doença oncológica, pode ler-se no Daily Mail.

A mãe, Joanne, explica que a filha começou a acordar com os olhos, inchados e estava constantemente a sentir-se cansada. Começou com vómitos quando estava a estudar para os exames nacionais e chegou a perder cerca de 12 quilos, mas os médicos nunca deram importância a estes sintomas.

Um médico chegou mesmo a referir que a jovem só estava a perder peso porque queria ser extremamente magra, como todas as adolescentes.

“Fiquei mesmo espantada porque ele nem sequer falou com ela”, afirmou Joanne, acrescentando que o especialista diagnosticou à filha uma anemia e lhe prescreveu suplementos de ferro.

Mas a adolescente continuou a vomitar, tendo desmaiado uma vez à porta do médico.“Uma vez, ela chegou a casa a chorar e perguntou-me porque ninguém acreditava nela”, recorda Joanne.

A mãe explica que a filha sempre gostou de comer, mas sempre teve cuidado com a alimentação. “Ela não conseguia manter nada no estômago".

Em Setembro, Joanne levou Georgia ao hospital e pediu aos médicos para lhe fazerem mais exames. Foi aí que descobriram que a jovem tinha um cancro no estômago, que já se tinha disseminado para o olho e para os ovários. Tinha ainda uma meningite, um efeito secundário raro da doença oncológica.

Georgia morreu dois meses depois e esta mãe quer deixar o alerta para todos os pais que tenham filhos com os mesmos sintomas para não desistirem e falarem com os médicos.

“Tenho noção que o fim seria o mesmo mas ela podia ter sofrido menos”, afirma Joanne.