Internacional

Ucrânia: Cinco soldados mortos em combates em Donetsk

Cinco soldados ucranianos morreram e 39 outros ficaram feridos em combates, ocorridos esta segunda-feira, entre as forças de segurança e as milícias separatistas pró-russas, informou hoje o conselheiro da presidência da Ucrânia, Yuri Biriukov.


As autoridades ucranianas acusaram as forças separatistas de lançar, durante a madrugada de quarta-feira, uma ofensiva de grande escala contra Marinka e Krasnogorovka, localidades situadas a menos de 20 quilómetros a oeste de Donetsk.

Esta manhã, tanto as duas localidades como a própria cidade de Donetsk, viviam uma tensa calma, sem registo de confrontos desde a meia-noite.

Entretanto, o comando militar ucraniano denunciou a ocorrência de novas violações ao cessar-fogo declarado em meados de fevereiro em outras zonas da linha de separação.

Os combates de segunda-feira foram os maiores desde que as tropas ucranianas abandonaram a estratégica cidade de Debaltsevo, dias depois da entrada em vigor da trégua, subscrita em Minsk, na sequência de um processo com mediação russa, francesa e alemã.

Estas informações fazem temer que os acordos de Minsk, que visavam pôr fim a uma crise que conduziu a um confronto sem precedentes desde a Guerra Fria entre a Rússia e o Ocidente, se tornem letra morta.

A guerra no leste da Ucrânia fez, até agora, mais de 6.400 mortos desde que eclodiu, em abril de 2014.

Kiev e o Ocidente acusam o Kremlin de apoiar e armar os separatistas pró-russos, o que Moscovo nega categoricamente.

Lusa/SOL

Os comentários estão desactivados.