Desporto

José Fonte fala sobre a titularidade na selecção e as 'piadas entre jogadores' sobre Jorge Jesus

 
O defesa José Fonte assumiu hoje o desejo de ser titular nos próximos dois jogos da selecção portuguesa de futebol, frente à Arménia e Itália, numa altura em que Pepe está ausente dos trabalhos da equipa por lesão.

"Todos os jogadores querem jogar e ser titulares e eu não fujo à regra. Mas, o mais importante, é estar aqui e poder ajudar. No final, o mais importante é ganharmos o jogo", afirmou José Fonte, em conferência de imprensa, minutos antes de mais um treino de Portugal no Estádio Nacional, em Oeiras.

A selecção nacional prepara no Jamor o encontro frente à Arménia, do Grupo I de qualificação para o Euro2016, agendado para 13 de Junho, em Erevan. Três dias depois defronta a Itália, num particular que vai decorrer em Genebra, na Suíça.

"Vai ser um jogo difícil. Nunca lá ganhámos e queremos quebrar esse 'enguiço'. Estamos a trabalhar bem estes dias para conseguirmos conquistar três pontos na Arménia", referiu o central do Southampton.

Com 31 anos, o defesa considerou que viveu no clube inglês uma das melhores épocas da sua carreira e mostrou-se "feliz e honrado" por estar novamente nas escolhas do seleccionador Fernando Santos, técnico responsável pelas duas internacionalizações que tem pela formação das 'quinas'.

"Se não foi a melhor, foi das melhores da minha carreira. Mesmo assim, espero na próxima época fazer ainda melhor", frisou.

Formado nas escolas do Sporting e com uma breve passagem pelo Benfica no seu currículo, Fonte abordou ainda a mudança do treinador Jorge Jesus do clube da Luz para Alvalade.  

"Não se tem falado muito dentro do balneário sobre isso. Faz-se uma piada ou outra, mas é um tema que não temos falado muito. As piadas são entre os jogadores do Sporting e do Benfica", contou o defesa. 

No Estádio Nacional, a selecção portuguesa realiza o último treino em solo luso antes da partida de domingo para Tbilissi, na Geórgia, onde vai estagiar e preparar o encontro frente à Arménia.

Após quatro jornadas, Portugal lidera o Grupo I, com nove pontos, contra sete de Dinamarca e Albânia e um de Sérvia e Arménia.

Lusa/SOL