Economia

Dolce Vita Coimbra à venda por 58,6 milhões de euros

O insolvente centro comercial Dolce Vita Coimbra está à venda por um valor base de 58,6 milhões de euros, segundo um anúncio hoje publicado na imprensa.

DR  

Os interessados no estabelecimento têm ainda de adquirir os bens móveis que integram a massa solvente, com o valor base de 69.835 euros, e as posições contratuais nos contratos de prestação de serviços ao centro comercial, avaliados em 25 mil euros.

"Apenas serão admitidas propostas para a aquisição conjunta dos estabelecimentos constituído pela globalidade dos bens móveis, do Dolce Vita Coimbra e dos Contratos de Prestação de Serviços ao Dolce Vita Coimbra", lê-se no anúncio, que refere que são admitidas propostas para compra mas também para dação em cumprimento.

Também por motivos de falência, em maio foi colocada à venda o Dolce Vita Monumental, na praça Duque de Saldanha, em Lisboa, e os congéneres do Porto (junto ao Estádio do Dragão), e do Douro (em Vila Real), que acumulam dívidas de 111, 64,3 e 77,8 milhões de euros, respectivamente, segundo os anúncios publicados na imprensa.

Estes centros comerciais estavam na posse dos espanhóis da Chamartín, que em 2006 os adquiriram ao grupo Amorim. 

Para além destes, o grupo imobiliário detinha também o centro comercial Dolce Vita Braga, que nunca chegou a abrir e está actualmente na posse da Caixa Geral de Depósitos e com gestão entregue à Sonae Sierra, e o Dolce Vita Tejo, que já foi vendido ao Eurofund Investments.

Lusa/SOL