Vida

Governo da Malásia acusa turistas que posaram nus de provocarem sismo

Para as autoridades malaias, o sismo de magnitude 5.9 que matou 16 pessoas no país na sexta-feira foi o resultado de uma fotografia que turistas canadianos, alemães e holandeses tiraram no monte Kinabalu. Os viajantes estavam totalmente nus quando registaram a imagem e para o Governo da Malásia foi o desrespeito por aquele local que resultou no sismo que ocorreu dez semanas mais tarde.

Dizem ainda as autoridades que os turistas também urinaram no local. O ministro Pairin Kitingan disse no dia seguinte ao sismo que a tragédia era a “confirmação” de que o Monte Kinabalu é sagrado e que as pessoas “não o podem encarar com leviandade”, escreveu o Malay Mail Online.

O ministro disse ainda que viu um bando de pássaros junto da sua casa e que pressentiu logo que alguma ‘coisa má’ estava para acontecer.

As fotografias dos viajantes nus, que entretanto se espalharam nas redes sociais, provocaram uma onda de indignação na Malásia e os turistas podem mesmo ser formalmente acusados.