Internacional

Cruz Vermelha denuncia proliferação de conflitos e fracasso da ONU

O mundo está a assistir a uma proliferação sem precedentes de conflitos, disse hoje o diretor de operações do Comité Internacional da Cruz Vermelha, Dominik Stillhart, denunciado o fracasso do sistema da ONU.

"Estamos a assistir a um número sem precedentes de conflitos armados em simultâneo, resultando em cada vez mais necessidade de ajuda humanitária", disse Dominik Stillhart, em entrevista à agência noticiosa AFP.

A paz mundial está a ser ameaçada por "falta de convergência na política internacional" em relação aos conflitos, acrescentou, lamentando um "círculo vicioso" que leva ao prolongamento e regionalização dos conflitos.

"Se tivermos em conta o Conselho de Segurança (da ONU), agora não há praticamente nenhum problema ou conflito onde não se procure encontrar uma solução política", salientou.

O mesmo responsável deu como exemplo o conflito na Síria, "uma crise que afeta todo o Médio Oriente".

"A Síria é, sem dúvida, a pior crise humanitária com que nos deparamos com mais de metade da população deslocada", referiu.

Para Dominik Stillhart, a guerra na Síria demonstra a "impotência" do Conselho de Segurança da ONU, com membros como a Rússia e a China que vetam permanentemente resoluções contra o regime de Bashar al-Assad.

Lusa/SOL