Internacional

Suspeito de ataque em Dallas foi capturado

O homem que atacou hoje o quartel-general da polícia de Dallas, nos Estados Unidos, foi alvejado pelos atiradores de elite, segundo a polícia, que não confirmou se o suspeito morreu, afastando a possibilidade de se tratar de terrorismo.

De acordo com o chefe da polícia de Dallas, David Brown, o suspeito foi ferido ou morto a bordo da viatura onde seguia, que parecia blindada e que foi imobilizada por um camião TIR, depois de uma perseguição de algumas horas na periferia de Dallas.

"Neste momento, não temos nenhuma ligação entre o terrorismo e esta pessoa", disse o responsável policial, acrescentando que os seus serviços estão a trabalhar em estreita cooperação com o FBI, a polícia federal dos Estados Unidos da América.

A polícia enviou um robô anti-bomba para examinar o veículo e para perceber se o suspeito estava morto ou não: "Depois de o robô analisar a carrinha, conseguimos identificar o morto - o que acreditamos que seja o morto - dentro da carrinha", afirmou Brown que disse ainda que os técnicos iam proceder à recolha de provas.

Esta noite de violência em Dallas começou pouco depois da meia-noite (hora local) quando a carrinha, descrita por testemunhas como um veículo armado, foi contra os carros da polícia de Dallas, na esquadra da cidade, e alguém abriu fogo.

A polícia adiantou inicialmente que tinha quatro suspeitos, mas David Brown esclareceu agora que apenas uma pessoa disparou de vários ângulos e posições.

O suspeito identificou-se como James Boulware, mas a polícia ainda não confirmou a sua identidade.

Nenhum polícia ficou ferido no incidente, apesar da troca de tiros nas imediações do quartel-general, que foi filmada por várias pessoas.

Lusa/SOL