Cultura

Risota nas grandes máquinas de Seinfeld

Julia Louis-Dreyfus, a Elaine de uma das série mais populares de sempre, Seinfeld, conhecida por ser uma série sobre coisa nenhuma, foi a primeira convidada da sexta temporada de Comedians in Cars Getting Coffee. E o que é CICGC? Uma série em que Jerry Seinfeld, actor milionário e retirado desde que Seinfeld foi suspenso no auge da popularidade, em 1998, entrevista colegas amigos nos modelos da sua vasta colecção de automóveis clássicos (alegadamente a quinta maior do mundo e a maior de Porsches na Terra) e os leva a conversar sobre umas chávenas de café e cappuccinos.


A série foi criada para a Crackle, um canal de streaming da Sony Pictures Television, e é por isso acedida através da internet e de forma gratuita com novos episódios servidos todas as quartas-feiras à noite (www.comediansincarsgettingcoffee.com). Basta usar um motor de busca para encontrar os episódios acabados de lançar e o arquivo das cinco temporadas anteriores e não há restrições (mesmo em Portugal). As primeiras três temporadas resultaram em 25 milhões de visualizações.

É um manancial. São conversas deliciosas com quase todos os grandes humoristas do espectro anglo-saxónico: do britânico Ricky Gervais (The Office), ao super-clássico Jay Leno (actualmente dedicado ao stand-up, após ter deixado a televisão, e proprietário da segunda maior e mais valiosa colecção de carros antigos do mundo, logo a seguir ao sultão do Brunei).

Jimmy Fallon, definitivamente um dos anfitriões de talk shows norte-americanos em ascensão, mereceu fechar a quinta temporada com dois episódios intitulados A Lenda Inafundável.

A maior parte das vezes a conversa é sobre coisa nenhuma, como a propensão de Sarah Jessica Parker – um desvio da regra ‘comediantes’ – para estar ultra-alerta a detalhes mínimos. Mas foi exactamente essa forma de observar a realidade de forma amplificada que fez o sucesso de Seinfeld. Coisas mínimas como a ‘bad nakedness’, a nudez deslocada que o fazia sonhar ver a namorada vestida quando ela preferia aspirar a casa ao natural, eram o centro da narrativa. Ou a carteira a rebentar de papéis de George Costanza, ou a tentativa de Cramer de competir com o depósito esgotado do carro que conduzia. Não é por acaso que Seinfeld, escrita por Jerry e Larry David (outro dos convidados de CINGC) foi considerada pela Writers Guild of America (a associação de argumentistas) como a segunda série mais bem escrita de sempre.

Na sexta temporada de CICGC, alguns dos comediantes sobre os quais há agora a maior curiosidade foram convidados para uma voltinha num carro espectacular. Trevor Noah, que irá substituir Jon Stewart no Daily Show, e Stephen Colbert, que ocupará a cadeira de David Letterman no Late Show da NBC, são as estrelas da temporada que arranca no final do Verão nos EUA. E a curiosidade sobre o desempenho deles é enorme. Jerry Seinfeld, a partir da sua posição muito fora do mainstream (apenas nos ecrãs de computador, smartphones e tablets e não na televisão popular) arrisca uma jogada de mestre: cada novo episódio é posto online à noite no prime time, em concorrência com a televisão comercial. Boa Seinfeld! 

telma.miguel@sol.pt

 

Os comentários estão desactivados.