Internacional

Tribunal confirma pena de morte para Morsi

Um tribunal egípcio confirmou hoje a condenação à morte do ex-Presidente Mohamed Morsi, horas depois de o condenar, num outro processo, a prisão perpétua.

Morsi, eleito em 2012 após o afastamento de Hosni Mubarak e deposto pelo exército em 2013, viu hoje confirmada a condenação à morte ditada por um tribunal a 16 de maio pelos crimes de fuga da prisão e planeamento de ataques durante a revolta de 2011.

Num outro processo, cuja sentença foi divulgada horas antes e que é ainda passível de recurso, o mesmo tribunal condenou Morsi a prisão perpétua (equivalente a 25 anos de prisão) por espionagem.

O ex-Presidente, o primeiro eleito democraticamente no país, já tinha sido condenado em março a 20 anos de prisão por repressão violenta de manifestações junto ao palácio presidencial em dezembro de 2012.

Lusa/SOL