Vida

Isto é o que o seu ex anda a fazer no Facebook

Um inquérito da Universidade de Ontário Ocidental, no Canadá, identificou os comportamentos mais comuns dos utilizadores do Facebook após o fim de uma relação amorosa.

Os resultados provavelmente não o surpreenderão, e até poderá identificar-se com alguns destes dados:

 

88% espreita obsessivamente o perfil do ex

70% fá-lo através da conta de um amigo em comum, no caso de já não serem amigos

74% espreita o perfil do novo companheiro do ex – ou de quem suspeitam que tenha tomado o seu lugar

63% analisa exaustivamente posts e mensagens antigas na tentativa de encontrar uma explicação para a ruptura

34% posta uma música ou letras de uma canção sobre o ex

48,1% manteve-se amigo do ex no Facebook, indicando que uma ligeira maioria prefere ‘desamigar’ o ex

51% apaga todas as fotos em que aparece com o ex

40% dos que apagam as fotos, gravam-nas primeiro

31% publica uma fotografia com alguém para fazer ciúmes ao ex

53% sente ciúmes depois do ex publicar uma nova foto

38% mudou as definições de privacidade do FB para ter menos contacto com o ex

Apenas 5% admite ter publicado uma mensagem ofensiva sobre o ex

 

Os pesquisadores canadianos inquiriram um total de 107 pessoas que sofreram uma ruptura amorosa nos últimos 12 meses. O tempo médio da relação foi de 1 ano e 6 meses. O número médio de amigos em comum era 40.

O estudo concluiu ainda que quem não tomou a iniciativa de terminar uma relação tende a sofrer maior ansiedade perante o perfil de Facebook do ex. E que quem tem esperança de reatar a relação tende a espiar mais o ex, mas também a sentir maiores níveis de ansiedade.

A pesquisa deixa ainda alguns conselhos com base nas entrevistas realizadas: Todos os inquiridos que decidiram desamigar ou bloquear o ex no Facebook sentiram que foi uma decisão eficaz para evitar a ansiedade e seguir em frente. Outra estratégia popular passou por cancelar as notificações dos posts do ex, evitando-o na timeline, e outra menos utilizada passou por desamigar todos os amigos em comum. Outro conselho dado por um dos inquiridos é o de alterar a password antes de terminar a relação, de modo a evitar uma ‘invasão’ pelo ex.