Internacional

Ébola regressou à capital da Serra Leoa

A Serra Leoa anunciou o regresso do vírus do Ébola à sua capital, Freetown, destruindo a expectativa de que as autoridades de saúde tivessem derrotado o surto mortal na cidade de 1,2 milhões de habitantes.

O governamental Centro Nacional de Resposta ao Ébola (NERC, na sigla em inglês) disse na terça-feira à agência France Presse que tinham sido registados três casos da febre hemorrágica no bairro de lata de Magazine Wharf no leste de Freetown, três semanas depois das últimas infeções conhecidas.

Responsáveis da saúde indicaram que seis pessoas estão sob observação desde que o primeiro dos novos casos deu positivo, a 17 de junho, temendo as autoridades que a situação possa evoluir para um mini-surto.

Dos três países mais afetados pela epidemia do Ébola, apenas a Libéria foi declarada livre do vírus a 09 de maio. Na Serra Leoa e Guiné-Conacri o número semanal de infeções tem rondado as 25.

As autoridades nos dois países têm atribuído o falhanço na erradicação do vírus às pessoas que escondem mortes na família e que realizam enterros sem respeitar as medidas de segurança, ajudando a propagar o Ébola.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, desde o início de 2014 e até 21 de junho registaram-se 27.443 casos de Ébola nos três países referidos, dos quais 11.207 resultaram na morte do doente.

Lusa / SOL