Economia

Operadores turísticos portugueses cancelam viagens para a Tunísia

Os operadores turísticos em Portugal optaram por cancelar as viagens que já tinham vendido para Enfidha-Hammamet, na Tunísia, anunciou a associação das agências de viagens (APAVT), após o atentado de sexta-feira, em Sousse.

Em comunicado, a APAVT explica que "configurando uma situação de força maior, os operadores turísticos com programas em voo charter à partida de Portugal para a Enfidha-Hammamet (Tunísia) – Viajar Tours, Travellers, Travelplan e Soltrópico - cancelam todas as suas operações, com efeitos imediatos, assegurando, contudo, o regresso de todos os clientes que ali permanecem".

Os clientes que já tinham comprado pacotes de férias para a Tunísia poderão cancelar as suas reservas sem despesas e serão reembolsados.

Na sexta-feira, 38 pessoas foram mortas e 39 ficaram feridas num ataque feito por um jovem tunisino que disparou vários com tiros de Kalashnikov numa praia de um resort em Port El Kantaoui, perto de Sousse.

ana.serafim@sol.pt