Sociedade

Ébola volta a matar na Libéria

A Libéria anunciou hoje o regresso do vírus do Ébola, mais de seis semanas depois de a doença ter sido erradicada do país.

 

"Um novo caso de Ébola foi registado no condado de Margibi, o doente morreu e foi confirmado positivo antes da morte. Já foi sepultado", afirmou o ministro adjunto da Saúde, Tolbert Nyensuah.

O responsável disse a uma rádio que foram identificados e estão em quarentena todos os que tiveram contacto com a vítima, sem precisar o seu número ou dar quaisquer informações sobre o doente.

"Estamos a investigar para saber a origem deste novo caso. Pedimos a todos os cidadãos na Libéria que continuem a respeitar as medidas preventivas", disse.

Os vizinhos da Libéria Serra Leoa e Guiné-Conacri continuam a combater a epidemia daquela febre hemorrágica que já matou mais de 11.000 pessoas desde o início de 2014, mas o condado de Margibi está mais perto da capital Monrovia do que de qualquer das fronteiras.

O porta-voz da Organização Mundial de Saúde Tarik Jasarevic disse aos jornalistas em Genebra que a agência da ONU tinha sido informada do novo caso.

Lusa/SOL