Sociedade

Incêndio no concelho de Tomar controlado junto às povoações

A presidente da Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas, disse à agência Lusa que o incêndio que deflagrou hoje às 12h54 no concelho está controlado junto aos núcleos populacionais, encontrando-se com três frentes ativas.

Anabela Freitas, que se encontra junto ao posto de comando instalado na zona da Portela, na freguesia de S. Pedro de Tomar, disse à Lusa que o fogo se estendeu aos concelhos de Vila Nova da Barquinha, Constância e Abrantes, adiantando que, com os reforços que se encontram a caminho, os meios de combate "são suficientes".

Os presidentes das juntas de freguesia da área onde lavra o fogo estão a pedir às populações para regarem as zonas à volta das suas habitações, sendo "a preocupação primeira dos bombeiros a proteção das pessoas e dos seus bens", concentrando esforços no combate nas locais onde existem povoações próximas.

Anabela Freitas adiantou que o combate ao fogo tem sido dificultado pela ocorrência de "ventos cruzados".

Segundo a autarca, até ao momento arderam dois barracões agrícolas.

Filipe Regueira, comandante da sala de operações do Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém (CDOS), disse à Lusa que a prioridade está a ser colocada na defesa das povoações de Cafuz, Linhaceira e Asseiceira.

Segundo a informação disponibilizada na página da Autoridade Nacional de Proteção Civil na internet, o fogo está a ser combatido por 343 operacionais, ajudados por 105 viaturas e cinco meios aéreos, dois aviões médios, dois pesados e um helicóptero, tendo sido acionados reforços dos distritos de Leiria, Lisboa, Portalegre, Setúbal e Coimbra.

Lusa/SOL