Internacional

Grécia: Schäuble antecipa negociações 'extremamente difíceis'

O ministro das Finanças da Alemanha disse hoje que espera negociações "extremamente difíceis" com Atenas, com vista a um acordo para um terceiro programa de resgate ao país.

Wolfgang Schäuble fez estas declarações à chegada a mais um Eurogrupo extraordinário sobre a Grécia, que é visto como decisivo. Na quinta-feira à noite, o Governo grego apresentou um novo pacote com medidas de austeridade como contrapartida de um empréstimo que pretende a três anos.

O ministro alemão afirmou que, além dos compromissos existentes nessa proposta, é preciso fazer bons cálculos dos impactos das medidas e que estes ainda não são confiáveis o suficiente.

Sobre um alívio da dívida pública grega, Schäuble voltou a recusar novamente essa hipótese e argumentou que, "pelos tratados, não é possível".

Enquanto o Governo grego considera indispensável uma reestruturação da dívida -- pois esta representa cerca de 180% do Produto Interno Bruto, ou seja, quase o dobro da riqueza produzida no país -, e o FMI já admitiu ser necessária, vários países, com a Alemanha à cabeça, opõem-se.

Hoje mesmo, o primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, também reiterou a oposição de Portugal a um perdão da dívida grega, admitindo apenas alterações aos prazos e moldes de pagamentos.

Lusa/SOL