Sociedade

Trabalhadores da RTP aprovam novo Acordo de Empresa

O novo Acordo de Empresa (AE) da RTP foi hoje aprovado por maioria em plenário de trabalhadores, disse à Lusa a dirigente do Sindicato de Jornalistas Isabel Moreira.


No dia 10 de julho, as estruturas sindicais da rádio e televisão pública anunciaram que tinham chegado a acordo com a administração da empresa para uma nova convenção coletiva de trabalho, a qual foi submetida hoje a plenário.

De acordo com a moção que foi hoje votada, "este acordo é aceite no pressuposto da garantia da empregabilidade, da manutenção da estrutura da convenção coletiva, em vigor, e na melhoria das condições laborais e sociais dos trabalhadores do Serviço Público de Rádio e Televisão de Portugal".

Este novo Acordo de Empresa teve em conta "as circunstâncias especialmente difíceis decorrentes da denuncia do AE por parte do Conselho de Administração há mais de dois anos, agravadas pelas medidas anti-laborais impostas pelo atual Governo e pela 'troika'" e também "a caducidade do acordo, em vigor, com a perda de postos de trabalho e a subsequente extinção de importantes e essenciais direitos nele consagrados", segundo a moção.

O novo AE é assinado entre os oito sindicatos da RTP - FE/ FETESE-SITESE / SICOMP / SINTTAV / SITIC / SJ/ SMAV/ STT - e a administração na quinta-feira à tarde.

"Após 64 reuniões, 190 horas de negociação, duas administrações, dois ministros e três diretoras de recursos humanos", os sindicatos chegaram a acordo na semana passada para uma nova convenção coletiva de trabalho que as estruturas sindicais consideram defender os interesses dos trabalhadores da RTP e da empresa, segundo comunicado divulgado a 10 de julho.

Lusa/SOL