Internacional

Grécia. Varoufakis convicto que reformas impostas pelos credores 'vão fracassar'

O ex-ministro grego das Finanças Yanis Varoufakis afirmou hoje que as reformas económicas impostas ao seu país pelos credores "vão fracassar", antes do início das conversações sobre o novo resgate à Grécia.

Em declarações à BBC, citadas pela agência Efe, Varoufakis considerou que a Grécia está sujeita a um programa económico que irá passar à história como o maior "desastre" macroeconómico.

As declarações do ex-ministro surgem um dia depois de o parlamento alemão ter aprovado o início das negociações sobre o novo resgate à Grécia, que pode ascender a 86 mil milhões de euros em troca de duras medidas de austeridade.

"Este programa vai fracassar, independentemente de quem o implementar", insistiu Varoufakis, segundo o qual o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, não tinha outra opção senão assinar o acordo.

E assinalou: "Deram-nos a opção entre ser executados e capitular. Ele [Tsipras] decidiu que a capitulação era a última estratégia".

Yanis Varoufakis apresentou a sua demissão do governo grego na segunda-feira, 06 de julho, horas depois da vitória do 'Não' no referendo grego à proposta de acordo apresentada na semana anterior pelo Eurogrupo ao executivo helénico.

Entretanto, o parlamento grego aprovou, na madrugada de quinta-feira, o acordo alcançado na segunda-feira com os líderes da zona euro para permitir o terceiro resgate financeiro do país.

Lusa/SOL