Desporto

Thriller em Tbilisi. Barcelona sofre para conquistar a Supertaça europeia

Nove golos numa final europeia. O Barcelona conquistou a Supertaça europeia ao cabo de 120 minutos de futebol electrizante, batendo o Sevilha por 5-4.

O primeiro golo foi dos andaluzes, logo ao terceiro minuto de jogo. Banega bate de forma irrepreensível um livre para o fundo das redes, sem hipótese. Nem cinco minutos depois, Messi faz o mesmo e bate Beto na baliza oposta.

Os catalães colocam então o pé no acelerador: Messi faz o 2-1 aos 16 em novo livre espectacular e Rafinha encosta para os 3-1 ao cair do pano da primeira parte.

O Barcelona regressa muito forte do balneário. Suárez aos 52 minutos aumenta para 4-1. Mas eis que começa a desenhar-se uma remontada sevilhana. Reyes reduz aos 57, o luso-descendente Kevin Gameiro converte uma grande penalidade aos 72 e Konoplyanka consegue empatar aos 81.

No prolongamento, o recém-entrado Pedro resolve o jogo. Não que o Sevilha não tenha tentado voltar a empatar. Esteve mesmo muito perto do golo aos 120.

Os andaluzes caíram de pé e o Barcelona regressa da Geórgia com mais um título europeu.