Vida

Beijar os filhos na boca é 'demasiado sexual’? Psicóloga diz que sim

Beijar ou não beijar os filhos na boca, eis a polémica. É uma questão que divide os pais. Há aqueles que não vêm qualquer problema, mas há também quem ache repugnante e totalmente inadequado. 

A psicóloga norte-americana Charlotte Reznick alerta os pais para não beijarem os filhos na boca, uma vez que se trata de uma zona erógena e pode confundir as crianças, pode ler-se no Independent. 

Apesar de alguns pais o encararem como um mero gesto de afecto, a especialista explicou que os filhos podem associar o beijo na boca como algo romântico, ou sexual, entre os pais e questionarem-se por que razão fazem o mesmo com eles. 

“Se a mãe beija o pai na boca e vice-versa, o que significa quando eu, uma menina ou um menino, beijo os meus pais na boca?”, afirma a especialista. 

Esta afirmação, porém, já foi contestada por outra psicóloga. “De certeza que beijar uma criança na boca não é confuso para eles”, garante a psicóloga Sally-Anne McCormack ao jornal inglês The Sun. “É o mesmo que dizer que amamentar é confuso. Algumas pessoas podem não concordar, mas é tão sexual quanto dar uma festinha nas costas a um bebé”.