Vida

Centenas acordaram a meio da noite com chamada assustadora

As autoridades abriram uma investigação após centenas de pessoas residentes em Leicestershire, Inglaterra, terem ligado assustadas a queixarem-se de uma chamada que receberam a meio da noite, lê-se no site do Independent.

De acordo com o mesmo jornal, as pessoas foram acordadas por uma chamada automática ilegal, entre as 02h00 e as 05h00, que as alertava para o facto de as suas casas estarem desprotegidas.

“As noites negras vêm aí e com cada vez menos polícias, quão segura é a sua casa?”, ouvia-se do outro lado da linha.

Os residentes que receberam as chamadas ficaram assustados com a mensagem e receberam instruções para premirem a tecla 1 para marcarem uma reunião com um empregado de uma empresa de segurança e poderem assim comprar um alarme.

Só foi possível perceber a quantidade de pessoas visadas depois da estação de rádio Harborough FM ter noticiado a ocorrência. “Duzentas pessoas contactaram-nos. Todas tinham recebido uma chamada a meio da noite. A maioria desligou o telefone, mas as pessoas mais velhas ficaram muito assustadas e sentiram que não estavam seguras. Não perceberam porque é que lhes estavam a ligar”, explicou Nick Shaw, locutor daquela estação.

“Chamadas destes género efectuadas sem o consentimento do cliente são ilegais. Pedimos às pessoas que apresentem queixa para que possamos construir um caso cada vez mais sólido”, apelou fonte da Information Commissioner, a entidade responsável por casos ligados com telecomunicações.

De acordo com o Independent, a empresa em causa já foi identificada. As autoridades não revelaram o nome da companhia, adiantando apenas que se trata de uma empresa de marketing a trabalhar para uma empresa de segurança.