Cultura

O Sexo e a Cidade. Sarah Jessica Parker não queria ser Carrie Bradshaw

         

A personagem Carrie Bradshaw, da série da HBO, O Sexo e a Cidade, é uma das mais marcantes personagens – senão a mais marcante – de Sarah Jessica Parker.

Mas as notícias mais recentes dão conta que a actriz norte-americana não quis interpretar a escritora nova-iorquina ‘viciada’ em sapatos. Antes pelo contrário.

A confissão foi feita pela própria ao actor Seth Rudetsky. Numa coluna publicada no site Playbill, citada pela Harper’s Bazar, Rudetsky explica que Parker estreou-se na Broadway no anos 80, mas ficou conhecida do grande público com o sitcom Square Pegs.

Quando surgiu a proposta para O Sexo e a Cidade, a actriz não quis aceitar porque não queria estar associada a uma série televisiva. Como gostou do argumento, aceitou filmar o episódio piloto e nunca mais voltou a pensar no assunto. Até que a HBO decidiu avançar com o projecto, meses mais tarde.

Nessa altura, a actriz fez de tudo para ‘saltar fora’. “Ela não queria ficar ligada a um trabalho porque gostava de saltar de trabalho em trabalho”, pode ler-se na coluna. Aparentemente, terá mesmo proposto à estação televisiva fazer outros três projectos de graça, se a deixassem rescindir o contrato.

Para satisfação dos fãs da série, isso não aconteceu. A própria Sarah Jessica Parker não se arrepende de ter participado na série e chegou a dar a entender que irá fazer parte de um novo projecto com as restantes protagonistas da série.