Economia

Já há três postos de combustível com gasóleo abaixo de um euro

​Se vive em Tondela, Fafe ou Arganil e precisa de abastacer o carro, poderá beneficiar da descida do preço dos combustíveis. O gasóleo já está abaixo de um euro, mas não por muito tempo.

O Pingo Doce de Tondela e de Fafe estão a cobrar 0,996 euros por cada litro de gasóleo. Já no Intermarché de Arganil, o litro do ‘diesel’ passou a ser vendido a 0,999 euros.

De acordo com os dados atualizados da Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG), no ranking dos postos de combustível mais económicos constam ainda o Pingo Doce de Coruche e o de Torres Novas, que cobram 1,008 euros por litro.

Por sua vez, entre todos os postos de norte a sul do País, é também o Intermarché de Arganil que está a vender a gasolina mais barata, 1,259 euros por litro.

Estes preços estão a refletir a descida acentuada da cotação do ouro negro na semana passada. Mas esta semana, o Brent, que serve de referência para Portugal, já voltou a superar os 50 dólares por barril. Após as quedas nas últimas semanas, é expectável que os combustíveis voltem a subir nas próximas semanas. Se pretender abastecer, aproveite o fim de semana e evite a segunda-feira.

Um estudo do Banco Best, datado de Março, indica o melhor dia para abastecer o seu automóvel: para os condutores com veículos a gasóleo ou para os que abastecem com gasolina 95, o melhor dia para se deslocar à bomba é o sábado. No caso de abastecer com gasolina 98, os especialista aponta a quarta-feira como o dia que permitirá poupanças adicionais..

A volatilidade das cotações nos mercados internacionais tem sido elevada, numa altura em que os presidente da Venezuela e da Rússia chegaram a um acordo para tentar estabilizar os preços do petróleo em torno dos 70 dólares por barril e no momento em que os países que pertencem à OPEP querem manter a produção, apesar do excesso de oferta de reservas de crude.

As estatísticas da DGEG mostram ainda que, a 3 de Agosto, o preço médio de venda ao público do gasóleo simples fixava-se em 1,190 euros.

Em cada litro de ‘diesel’, a fiscalidade pesa 54,3%. Feitas as contas, o preço sem taxas do gasóleo não vai além de 0,56 euros. Acrescem 0,22 euros de IVA e somam-se 0,40 euros em Imposto Sobre Produtos Petrolíferos e outras taxas, como a contribuição sobre o serviço rodoviário e a taxa de carbono em vigor desde o início do ano.

sandra.a.simoes@sol.pt