Internacional

Eslováquia reforça controlo de fronteiras

A Eslováquia anunciou hoje que vai impor maior controlo das suas fronteiras, no seguimento de medidas semelhantes tomadas pela Alemanha, Hungria e Áustria, no meio da maior crise migratória na Europa desde a segunda guerra mundial.

"No seguimento do anúncio da Alemanha de que ia temporariamente introduzir o controlo nas suas fronteiras com a Áustria, a Eslováquia começou a controlar temporariamente as fronteiras com a Hungria e a Áustria", disse a porta-voz do Ministério do Interior, Michaela Paulenova, em comunicado.

"Em ligação com a situação de emergência e os fluxos migratórios, a polícia da Eslováquia aumentou a sua presença nas fronteiras em 220 agentes, comparado com as operações normais", acrescentou a responsável, salientando que os controlos também estavam a ser feitos "em determinados locais das 'fronteiras verdes'", isto é, florestas e áreas rurais.

"A situação está a ser monitorizada constantemente e em coordenação com as forças policiaia da Áustria, Hungria e República Checa", lê-se ainda no comunicado citado pela AFP.

Ao contrário dos vizinhos Áustria e Hungria, a República Checa e a Eslováquia não têm tido um número significativo de refugiados a atravessar o seu país para outros territórios como a Alemanha.

Áustria vai repor controlo nas fronteiras

A Áustria vai restabelecer temporariamente o controlo de fronteiras para fazer face ao fluxo crescente de migrantes, anunciou hoje a ministra do Interior.

"Sim, vamos fazer como a Alemanha. Os controlos temporários nas fronteiras são permitidos no quadro de Schengen e que vamos fazer esses controlos nas fronteiras", disse Johanna Mikl-Leitner à imprensa em Bruxelas, à entrada para uma reunião de ministros da União Europeia (UE) sobre a crise migratória.

Lusa/SOL