Cultura

Artistas Unidos comemoram 20 anos

É uma data redonda e uma data redonda deve ser sempre assinalada e comemorada. Os Artistas Unidos fazem hoje 20 anos. E a festa acontece esta tarde na sua casa, o Teatro da Politécnica, em Lisboa. Há teatro, artes, conversa, comes e bebes e, espera o diretor artístico, Jorge Silva Melo, má-língua.

A entrada é livre, na medida dos lugares disponíveis, pelo que é aconselhável ir levantar um bilhete a partir das 17h. Depois, às 19h, serão abertas as portas para assistir ao ensaio de Jogadores, peça do catalão Pau Miró que, encenada por Jorge Silva Melo e interpretada por Américo Silva, António Simão, João Meireles e Pedro Carraca, se estreia, abrindo a temporada da companhia, a 23 de setembro na Politécnica (ficando em cena até 24 de Outubro, altura me que parte para Coimbra, onde sobe ao palco do Teatrão de 28 a 30 de Outubro).

Findo o ensaio, é tempo de conversa com Jorge Silva Melo sobre o presente dos Artistas Unidos, as suas atuais dificuldades e o que virá nesta temporada teatral. Mas este é um dia de festa, e a festa será feita. Além da possibilidade de conhecer o trabalho da pintora Sofia Areal, na exposição 'Que Grande Pouca Vergonha (morde com todos os dentes que tens na língua)', que, embora possa ser vista amanhã, apenas se inaugura no Teatro da Politécnica a 23, haverá comida e bebida (sendo que cada um é convidado a levar qualquer coisa) e, assegura Silva Melo, arredando-se uma mesa, bailarico, a fazer lembrar as festas de casa da avó. 

Leia hoje, na edição impressa, uma conversa com Jorge Silva Melo a propósito dos 20 anos da companhia e da peça Jogadores. 

rita.freire@sol.pt