Sociedade

6.500 doentes curados da hepatite C

Já 6.500 portugueses receberam, desde fevereiro, o tratamento inovador para a hepatite C que tem elevadas taxas de cura e é extremamente caro. E em cerca de 97% dos casos os doentes ficarem livres da doença, adiantou ao SOL Emília Rodrigues, presidente da SOS Hepatites, acrescentando que apesar de o tratamento durar entre 12 a 24 semanas, “há quarta semana, os doentes estão a negativar”.


Uma vez que cada tratamento destes é muito caro, rondando os 40 mil euros, o Estado só começou a autorizar que fosse disponibilizado pelo Serviço Nacional de Saúde depois de ter chegado, em fevereiro deste ano, a acordo com o laboratório que o produz, a farmacêutica Gilead. O protocolo permitiu ao Governo adquirir os medicamentos por um preço mais acessível, sendo também estipulado que só serão pagos os tratamentos dos doentes que ficarem mesmo curados.

De acordo com Emília Rodrigues, os portugueses que ainda não estão em tratamento são aqueles que se encontram numa fase da doença menos avançada e que não tinham tanta urgência como os outros que estavam em risco de vida. O plano estipulado pelo Governo prevê que os 13 mil doentes estejam todos tratados em 2016.

catarina.guerreiro@sol.pt

Os comentários estão desactivados.