Internacional

Este homem vai ser executado hoje, apesar de haver provas de que está inocente

    

Richard Glossip vai ser executado hoje, apesar do tribunal ter recebido provas que podem comprovar a sua inocência, lê-se no site do Independent.

Glossip, que está preso no Estabelecimento Prisional do Oklahoma, nos EUA, foi condenando em 1997 por ter encomendado a morte do seu chefe, Barry Van Treese. O homem foi espancado até à morte com um taco de baseball.

Justin Sneed, o homem que trabalhava com Glossip e Van Treese e que é acusado de ter matado o último, foi condenado a prisão perpétua. Conseguiu evitar a pena de morte ao chegar a acordo e testemunhar contra Glossip.

Glossip continua a afirmar que foi “tramado” por Sneed. No local do crime e na vítima, não foi encontrado o ADN nem as impressões digitais de Glossip.

Este norte-americano devia ter sido executado há duas semanas, mas três horas antes da execução, a pena foi adiada, devido ao surgimento de novas provas. Uma delas era o testemunho de um prisioneiro que afirmava ter ouvido Sneed a dizer que tinha tramado Glossip.

Para além disso, o tribunal recebeu uma carta assinada pela filha de Sneed que dizia que o pai estava a ponderar dar um novo testemunho que podia “exonerar Glossip”.

Mesmo assim, o tribunal decidiu esta semana que a execução do prisioneiro não devia ser adiada, alegando que as novas provas iriam apenas “expandir as teorias formuladas no passado”, lê-se no Independent.

Glossip vai receber a injeção letal às 15h00 (21h00 em Lisboa). O caso tornou-se muito mediático e várias pessoas já mostraram publicamente o seu apoio para com este prisioneiro. Entre elas estão Susan Saradon e Richard Branson.