Economia

Marcas do grupo Volkswagen aumentaram vendas em setembro

A Volkswagen vendeu 1.159 automóveis em Portugal no mês de setembro, mais 23,4% do que no mesmo período do ano passado, indicam os dados divulgados pela ACAP. Também a Audi (+38,9%) e a Skoda (+19,9%) não foram ainda afetadas nas vendas pelo escândalo mundial das emissões. Só a Seat entregou menos carros no mês passado, tendo uma quebra homóloga de 7,5%.

A principal marca do grupo alemão vendeu perto de 1.200 carros ligeiros de passageiros, atingindo um total de 13.304 carros, que lhe dá um crescimento de 29,1% até setembro.

Já a Audi vendeu 711 carros no mês passado, atingindo um total de 7.194 entre janeiro e setembro, um aumento de 18,5%. No mês passado a subida da Audi até esteve acima dessa média, crescendo 38,9% face a setembro de 2014.

Quanto à Skoda, a marca checa do grupo alemão entregou 211 carros, 19,9% acima dos 176 de Setembro de 2014. O seu total anual é de 2.456 unidades.

Só a Seat teve uma quebra nas vendas em setembro, passando de 360 carros em 2014 para 333 no mês passado. No acumulado do ano a marca espanhola do grupo alemão já leva 5.511 carros de passageiros vendidos, uma subida de 7,7% face ao período de janeiro a setembro de 2014.

O escândalo das emissões adulteradas em modelos das marcas do grupo alemão estalou no dia 18 de setembro nos Estados Unidos, e alastrou ao resto do mundo, particularmente à Europa, nas últimas duas semanas. No entanto, apesar de o grupo Volkswagen já ter reconhecido usar um software malicioso em 11 milhões de veículos VW, Audi, Skoda e Seat, as vendas em Portugal ainda não foram beliscadas. Provavelmente daqui a um mês o cenário já será um pouco diferente.

Relativamente ao mercado no seu todo, os números da ACAP revelam que em setembro foram vendidos 12.624 ligeiros de passageiros, mais 30,1% do que no mesmo mês do ano passado. Em nove meses o total de automóveis ligeiros de passageiros ascendeu a 138.267, mais 28,7% do que em 2014.

A Renault permanece como a marca mais vendida, com 15.509 unidades, uma subida de 26%. Só no mês passado a construtora francesa comercializou 1.226 veículos, um crescimento mensal homólogo de 42,2%.

emanuel.costa@sol.pt