Sociedade

Serralves abriu uma vaga de emprego. E recebeu mais de 100 candidaturas

A Fundação de Serralves revelou hoje ter recebido mais de 100 candidaturas para o novo cargo de gestor da coleção de arte contemporânea da instituição, cujo prazo terminou no domingo.

 

Serralves abriu uma vaga de emprego. E recebeu mais de 100 candidaturas

No anúncio divulgado em setembro, a Fundação de Serralves explicava que o gestor da coleção "será responsável pela supervisão de aquisições e empréstimos, bem como pela receção, gestão, armazenamento e cumprimento dos procedimentos de conservação relacionados com a coleção do Museu de Serralves".

O perfil traçado pela fundação apontava para um "mínimo de cinco anos de experiência em gestão de uma coleção, de preferência em contexto de museu", doutorado ou mestre em Artes com "experiência equivalente", necessitando de "comprovada experiência de gestão orçamental, equipas e competências administrativas".

Para além de ser fluente em português e inglês, o candidato devia ter bons conhecimentos de informática e uma "atitude positiva, com elevada capacidade de iniciativa, visão estratégica, atenção aos detalhes, facilidade e gosto por contacto pessoal, flexibilidade e capacidade de adaptação a situações novas e exigentes, e gosto por trabalho em equipa".

De acordo com o anúncio de emprego, os candidatos que passarem à fase de entrevistas serão contactados até dia 15 deste mês.

Lusa/SOL

Os comentários estão desactivados.