Internacional

Morreu portuguesa vítima de assalto na Venezuela

Uma portuguesa de 57 anos de idade morreu hoje na cidade venezuelana de Maracay (100 quilómetros a oeste de Caracas) depois de, há uma semana, ter sido atingida por um tiro durante um assalto.


A morte de Maria da Conceição Jardim de Agrela está a causar consternação na comunidade portuguesa local, que se queixa da alta insegurança no país.

Maria da Conceição Jardim de Agrela foi ferida a 01 de outubro, quando chegava a casa acompanhada pelo marido, Estalisnao Gonçalves Forrero de Sousa, também português e proprietário de um supermercado em El Castaño, na zona norte daquela cidade.

Segundo fontes policiais, o comerciante resistiu ao assalto e foi também ferido.

O caso está em mãos do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (Cicpc, antiga Polícia Técnica Judiciária) que investiga se houve complicidade de algum empregado do casal, uma vez que o português tinha em seu poder, no momento do assalto, parte do dinheiro da venda do dia.

Lusa/SOL

Os comentários estão desactivados.