Internacional

Família de homem negro morto pela polícia dos EUA vai receber indemnização milionária

A família do afro-americano Walter Scott, que morreu em abril às mãos de um agente da polícia, vai receber 6,5 milhões de dólares depois de ter alcançado um acordo com a cidade de North Charleston (Carolina do Sul).

O advogado da família de Scott, Chris Stewart, deu conta do acordo, que apelidou de "histórico", e assegurou que "abre um bom precedente para que as cidades não tolerem este tipo de comportamentos por parte dos agentes da polícia".

O acordo foi alcançado de forma extrajudicial para evitar que os requerentes e a cidade se enfrentassem num julgamento civil, apesar de ainda estar pendente o processo contra Michael Slager, o agente acusado de provocar a morte de Scott.

Slager, que se encontra detido, pode ser condenado a uma pena de até 30 anos de prisão.

Os acontecimentos remontam a 04 de abril, quando Slager, de 33 anos, disparou oito vezes sobre Walter Scott, 50 anos, enquanto este se afastava a correr e de costas voltadas para o agente, após ter sido detido num controlo rodoviário por ter uma luz avariada no seu veículo.

O agente foi posteriormente despedido e encontra-se detido desde 17 de abril.

Lusa/SOL