Desporto

Moutinho de pé quente volta a fazer estragos em Belgrado

Nos últimos dois jogos com a camisola das quinas, João Moutinho fez tantos golos como no resto da sua carreira, que já conta com 81 internacionalizações A. Depois de na quinta-feira ter selado o apuramento de Portugal para o Euro-2016 frente à Dinamarca (1-0), em Braga, o médio do Mónaco voltou a ser decisivo este domingo na Sérvia, onde apontou o golo da vitória da Selecção nacional (2-1).


Ao fazer o gosto ao pé pela quarta vez ao serviço de Portugal, o que deitou por terra a tentativa de reviravolta dos sérvios, Moutinho carimbou um apontamento histórico: nunca a Seleção havia conseguido registar sete triunfos consecutivos em jogos oficiais. E ainda confirmou o estatuto de cabeça-de-série no sorteio para a fase final do Euro-2016. Fernando Santos também teve motivos para festejar, já que ultrapassou o brasileiro Luiz Felipe Scolari como o técnico com mais vitórias seguidas. 

Ainda muitas pessoas se sentavam nas bancadas quando Danny rompe a defensiva da Sérvia, numa bela jogada individual, e atira para uma defesa incompleta do guardião Stojkovic, que possibilitou a Nani, solto de marcação, abrir vantagem no marcador logo aos cinco minutos.

Com sete alterações em relação ao onze que entrou em campo frente à Dinamarca, Portugal, que estreou Nélson Semedo (Benfica) no flanco direito, entregou a iniciativa do jogo à Sérvia e procurou controlar as operações com serviços mínimos. Sem pressão, apesar dos sucessivos ataques do adversário, os pupilos de Santos chegaram ao intervalo com um resultado favorável.

No segundo tempo, a Sérvia explorou o relaxamento dos portugueses e chegou mesmo ao empate aos 65 minutos, com Zoran Tosic a dar o melhor seguimento a uma jogada de Kolarov na esquerda. Santos reagiu e chamou João Moutinho ao relvado, por troca com Miguel Veloso, para refrescar o meio campo.

Oito minutos depois, Moutinho recebe a bola em zona frontal e remata em arco para o fundo das redes da baliza de Stojkovic. Estava resolvida a partida, que ainda ficou marcada pelas expulsões de Kolarov, já no banco de suplentes, e Matic, por agressão a André André. 

Com este resultado, no último jogo do calendário de qualificação, Portugal vence o Grupo I de apuramento, com 21 pontos.​

hugo.alegre@sol.pt