Desporto

Delegados da Liga com pagamento dos reembolsos em atraso

Os 61 delegados da Liga Portuguesa de Futebol Profissional ainda não receberam os reembolsos das despesas relativas aos jogos ocorridos em agosto, denunciou à agência Lusa uma fonte daquele grupo de funcionários.

Em vigor desde 1995, o corpo de delegados da Liga, adianta a mesma fonte, que solicitou anonimato, "jamais foi confrontado com esta situação", confirmando que os reembolsos "eram efetuados entre os últimos dias do mês em que eram apresentadas as despesas e o primeiro do mês seguinte".

"Quando nos são marcadas delegacias, nós adiantamos o dinheiro e depois apresentamos as despesas até ao dia 15 de cada mês, recebendo o valor correspondente até duas semanas depois. Ora, chegados à data de hoje, ainda não recebemos as verbas relativas a julho (um jogo) e agosto", explicou o delegado.

Tendo por base um cálculo em que foi apurada a média das despesas mensais dos delegados do continente e ilhas, a fonte contou à Lusa que o valor em débito "deve rondar os 700 euros por delegado".     

Contactada pela Agência Lusa, a Liga reconheceu o atraso e esclareceu: "no sentido de implementação de uma política de rigor orçamental, e de revisão de processos, a Liga está a adotar um conjunto de medidas relativas aos procedimentos de pagamento de despesas".

"Foram detetadas, entretanto, algumas questões a retificar em termos de enquadramento no que diz respeito ao pagamento aos delegados, razão pela qual o referido pagamento ainda não foi efetuado", acrescentou a Liga.

Nesta lógica, e passados já 12 dias sobre a data de pagamento normal dos reembolsos, a Liga informou que "a regularização desta situação será efetuada o mais brevemente possível".

Lusa/SOL