Vida

John Lennon "tinha vontade de fazer sexo com homens" mas era demasiado inibido

Quem o diz é Yoko Ono, que falou abertamente sobre a posição que ela e Lennon tinham sobre a sexualidade.

"O John e eu tivemos uma grande conversa sobre o assunto, e dissemos que todos nós deveríamos ser bissexuais", disse a viúva ao Daily Beast.

“Pensamos que não o somos por causa da sociedade. Por isso estamos a esconder outro lado de nós, que é menos aceitável”, acrescentou, dizendo no entanto que não sentia grande desejo sexual “por outra mulher”.

Pelo menos dos rumores Lennon não se livrou, já que a sua relação com o manager Brian Epstein, homossexual assumido, sempre foi alvo de comentários, em especial, após terem passado férias juntos em Barcelona.

O Beatle sempre negou ter tido um caso com o manager, mas admitiu que tinham uma “uma relação muito intensa”.

Yoko Ono recorda: "A história que me foi contada era bastante explícita, mas penso que eles não tiveram sexo. Estou certa de que o Brian Epstein tentou, sim... O John simplesmente não queria, penso eu”. E acrescentou: “Penso que ele tinha vontade de fazer sexo com homens, mas era demasiado inibido".