Video

Gaivota quase provoca tragédia no Moto GP [vídeo]

O Grande Prémio da Austrália foi notícia este fim-de-semana pela vitória do português Miguel Oliveira em Moto 3. No entanto, houve um momento insólito que não passou despercebido e quase provocava uma tragédia na corrida principal, o Moto GP.

Logo na segunda volta, Andrea Iannone, piloto italiano da Ducati, liderava o grupo compacto de motas quando numa curva a descer estava uma gaivota tranquilamente parada no meio do asfalto. Àquela velocidade, Iannone ainda corrigiu ligeiramente a trajetória da sua mota, mas a gaivota levantou voo na direção do piloto da Ducati.

O resultado foi um animal morto, mas pelo menos não houve um acidente que seria certamente aparatoso, tendo em conta a pouca visibilidade que os pilotos de trás tinham e as dificuldades daquele local, com curva e contracurva.

As imagens até deixam transparecer que Iannone, a baixar-se, teria dado uma cabeçada na gaivota, qual ponta-de-lança na pequena área durante um jogo de futebol, mas na verdade o pássaro bateu na mota e foi projetado para o lado direito da pista. Quem anda de mota no meio da cidade já deve ter passado por uma situação semelhante, principalmente com pombos.

Apesar do susto, Iannone conseguiu manter-se entre os da frente na corrida de Phillip Island e acabou o dia em terceiro lugar, atrás dos espanhóis Marc Marquez (Honda) e Jorge Lorenzo (Yamaha). Na geral segue na quarta posição, atrás do compatriota Valentino Rossi (Yamaha) e dos mesmos dois espanhóis.

emanuel.costa@sol.pt