Sociedade

Perda de eficácia dos antibióticos é uma 'bomba relógio'

O alerta foi dado na última edição da revista médica The Lancet: a perda de eficácia dos antibióticos pode levar a mais de seis mil mortes por ano nos EUA.

Perda de eficácia dos antibióticos é uma 'bomba relógio'

O problema, segundo as autoridades médicas que publicaram o estudo na revista britânica, deve-se à já estudada proliferação de bactérias multi-resistentes àqueles medicamentos. E pode manifestar-se pondo em causa tratamentos que salvam vidas. De acordo com as equipas envolvidas no estudo, um número cada vez maior dessas bactérias pode infetar pacientes que passaram por cirurgias e que são tratados, justamente, com antibióticos.

O coordenador do estudo, Ramanan Laxminarayan, diretor de um centro de estudos de gestão de saúde pública em Washington, disse à BBC Online que a ideia dos antibióticos como uma das pedras angulares da medicina moderna está a passar por um “desafio significativo”: “O perigo da resistência aos antibióticos está a ameaçar o valor da medicina moderna”.

Os tratamentos em pós-operatório ou na sequência de tratamento com quimio ou radioterapia também podem ser postos em causa. E à medida que a população envelhece e precisa cada vez mais deste tipo de terapias, o risco irá aumentar, acentua o especialista. A perda de eficácia dos antibióticos pode ir até aos 30%, acrescenta, o que se traduzirá no perigo de maior mortalidade.

ricardo.nabais@sol.pt

Os comentários estão desactivados.