Vida

Carro sem condutor multado nos Estados Unidos

A Tesla continua a testar inovações nos seus carros eléctricos, e prepara-se para lançar um sistema de piloto automático no modelo S. Na Florida, o site DragTimes fez um teste bastante exaustivo à versão mais recente, mas não se livrou de um aviso da polícia por excesso de velocidade e de uma multa por falta de seguro.

No longo vídeo de quase 17 minutos o jornalista não se cansa de elogiar a capacidade do Tesla S em se manter sozinho na faixa certa, evitar obstáculos e travar para não chocar com outros carros. O ‘condutor’, sempre com os pés longe dos pedais e as mãos afastadas do volante, por vezes tem algum receio e acaba por aproximá-las. No entanto o sistema vai cumprindo as funções e nunca ‘pede ajuda’.

O carro é guiado em estradas municipais e depois em auto-estradas da Florida, nomeadamente a I-75 e a I-95, adaptando-se bem às mudanças de rota, ao piso e até a obras que provocam alterações nas faixas de rodagem. No entanto, é na velocidade que a nódoa acaba por cair.

Um dos sistemas automáticos do Tesla S é um leitor de limites de velocidades, que vai analisando os sinais de trânsito para não os ultrapassar. A dada altura, depois de um corte na filmagem, o jornalista acaba por contar que acabou de ser mandado parar pela brigada de trânsito daquele estado americano. O carro seguia a 75 milhas por hora (ligeiramente mais de 120 kmh), muito acima do limite legal de 60 (96 kmh) previsto para aquela zona.

Curiosamente, pelo excesso de velocidade o condutor recebeu apenas um aviso, elogiando logo de seguida os agentes, mas não se livrou de uma multa por falta de seguro naquele momento. Como era um carro de ensaios, provavelmente essa parte foi esquecida pela Tesla, ou pelos jornalistas do DragTimes.

emanuel.costa@sol.pt