Opiniao

A Fashion TV e o Porto

Foi com muito agrado que recebi o convite para o 18.º aniversário da Fashion TV no Palácio do Freixo no Porto. Primeiro porque é uma das marcas responsáveis por alguns dos grandes eventos nacionais e internacionais, conhecida globalmente e com uma exposição e capacidade de comunicação enormes; depois porque adoro a cidade, à qual não voltava há quase três anos, queria rever amigos, e ainda pelo conceito inovador em Portugal que esta encerrava.

A programação anunciava um DJ que é presença habitual em alguns dos clubes mais elitistas do Mónaco, como o Billionaire, Jimmy’z ou Twiga, e algumas limitações a quem não reservasse mesa com ‘garrafa’. Sob o lema ‘Todos são Especiais’, a festa foi privada num espaço com vista para o Douro, de facto impressionante.

Com um ambiente digno desta chancela, o resultado merece os meus parabéns, dirigidos sobretudo ao diretor Paulo Ribeiro, que não teve receio em tentar ir mais além, com animação cuidada e convidados que perceberam claramente ao que iam e que apareceram, mesmo sem dress code definido, a prestigiar a ocasião especial.

Tive oportunidade depois disso de acabar no Pitch, claramente o melhor espaço do Porto neste momento. Três pisos, espaço de bom gosto e decoração que me encheu as medidas, onde fomos muito bem recebidos e que me deixou com água na boca para lá voltar brevemente. Target dos 25 aos 40 anos, pessoas que gostam de se divertir e de ouvir boa música, com um piso do meio bem clubbing ao meu gosto, com acústica de fazer inveja a alguns dos principais clubes da Europa que frequentei.

A reter o facto de no Porto se continuar a comer muito bem e de estarem a surgir espaços novos cheios de alma e com muita qualidade, como o caso do Base, no jardim junto à Torre dos Clérigos. Descomprometido, bem frequentado e impulsionado por empresários jovens cheios de ideias para levantar novamente a cidade para outros patamares. É sempre um prazer regressar e mais uma vez não frustrou as minhas expectativas!