Internacional

Militares nigerianos libertam 338 reféns do grupo Boko Haram

As tropas nigerianas resgataram 338 pessoas, sobretudo mulheres e crianças, detidas pelo grupo radical islâmico Boko Haram no seu refúgio na região da floresta de Sambisa no nordeste da Nigéria, informou hoje o exército num comunicado.

Militares nigerianos libertam 338 reféns do grupo Boko Haram

"A unidade resgatou 338 pessoas que eram reféns dos terroristas", indicou, adiantando que a operação militar ocorreu na ontem (terça-feira) e que 192 dos sobreviventes são crianças e 138 mulheres.

O ataque do exército teve como alvo "presumíveis campos terroristas do Boko Haram nas localidades de Bulajilin e Manawashe" na orla da floresta de Sambisa.

As tropas mataram 30 alegados 'jihadistas' e apreenderam armas e munições que se encontravam num esconderijo, adianta o comunicado.

O exército da Nigéria tem reivindicado nos últimos meses várias vitórias contra o Boko Haram, cuja revolta,  iniciada em 2009, já causou a morte de pelo menos 17.000 pessoas e obrigou mais de 2,5 milhões a abandonar as suas casas.
Os fundamentalistas pretendem criar um estado islâmico no norte da Nigéria, maioritariamente muçulmano, ao contrário do sul, de maioria cristã.

Lusa/SOL

Os comentários estão desactivados.