Economia

Deutsche Bank abandona 10 países e despede 9 mil pessoas

O Deutsche Bank anunciou hoje que vai suprimir 9.000 postos de trabalho e retirar-se de dez países no âmbito de uma profunda reestruturação no seio do maior banco alemão.

 

O anúncio foi feito pelo novo copresidente executivo, o britânico John Cryan.

 Em conferência de imprensa, Cryan explicou que a medida tem como objetivo a redução de custos, prevendo poupar aproximadamente 3,8 mil milhões de euros até 2018.

John Cryan falava na apresentação de resultados do grupo que, entre janeiro e setembro, registou perdas recorde de 4.647 milhões de euros.

Lusa/SOL