Sociedade

Fectrans apela aos deputados que parem privatizações em curso nos transportes

A Fectrans - Federação dos Sindicatos de Transportes lança hoje um apelo aos deputados eleitos para pararem os processos de privatização em curso e revogarem todas as normas do Orçamento do Estado e leis que cortam salários e pensões.

Em declarações à Lusa, o coordenador da Fectrans José Manuel Oliveira explicou que o objetivo é levar "à nova Assembleia da República um documento com um conjunto de questões sobre o setor dos transportes", que sairá do plenário com representantes dos trabalhadores da CP -- Comboios de Portugal, CP Carga, EMEF e Infraestruturas de Portugal (antiga REFER), agendado para as 10h30.

Esta ação pretende apelar aos deputados eleitos que parem os processos de privatização em curso, que revoguem todas as normas do Orçamento do Estado e leis que cortam salários e pensões, e que retiram direitos e suspendem a contratação coletiva acordada entre sindicatos e empresas.

Na nota à comunicação social, a Fectrans recorda que das eleições de 04 de outubro, que deram a vitória à coligação PSD/CDS-PP sem maioria absoluta, resultou uma maioria parlamentar, que se tinha oposto aos processos de privatização do Governo liderado por Passos Coelho, referindo-se ao PS, CDU e Bloco de Esquerda, numa altura em que decorrem negociações entre os três partidos com vista a um acordo. 

"Por isso vamos realizar ações, com o objetivo de recolocar no atual quadro parlamentar as reivindicações que estiveram na base da intensa luta anteriormente desenvolvida", acrescentou o dirigente sindical.

Lusa/SOL