Desporto

Rogério Alves defende Jesus

Rogério Alves respondeu afirmativamente ao pedido de Jorge Jesus para o defender no processo que o Benfica interpôs ao seu ex-técnico no Tribunal do Trabalho do Barreiro.

O ex-dirigente do Sporting tinha previsto para quinta-feira à noite, no regresso da comitiva leonina da Albânia – onde os leões defrontaram o Skenderbeu na Liga Europa –, assinar o acordo para liderar uma equipa de quatro advogados, conhecedores das várias áreas do Direito que estão em causa na queixa-crime movida pelo Benfica a Jesus.

O antigo bastonário da Ordem dos Advogados, que nos últimos anos passou pelos cargos de Presidente da Assembleia Geral do Sporting e também da SAD leonina para o futebol – primeiro com Filipe Soares Franco e depois com José Eduardo Bettencourt e Godinho Lopes –, já abordou o caso na SIC Notícias, onde representa o clube de Alvalade no programa O Dia Seguinte.    

No dia 17 de agosto, após ter sido anunciada a intenção de processar o ex-treinador mas quando ainda se desconheciam as alegações do Benfica, Rogério Alves falou numa tentativa de desestabilizar o Sporting antes da partida com o CSKA Moscovo, referente ao playoff da Liga dos Campeões.

«É um ataque cerrado a Jorge Jesus em vésperas de um jogo importantíssimo», acusou, contestando o argumento da rescisão unilateral do contrato por parte do treinador: «O Benfica é que impediu Jesus de entrar no Seixal. Se o fundamento jurídico da ação é a resolução do contrato, isso não tem qualquer fundamento porque se está no último mês do contrato».

Benfica e Jesus em tribunal na próxima semana

Rogério Alves estará já em funções na próxima terça-feira, dia em que administração da SAD encarnada e Jorge Jesus se vão encontrar no Tribunal do Trabalho do Barreiro para uma tentativa de conciliação das partes, mediada por um juiz.

A defesa de Jorge Jesus não acredita num entendimento neste processo em que o Benfica reclama 14 milhões de euros ao treinador, um por cada adepto do clube. Rogério Alves e a sua equipa de advogados mantêm em aberto a hipótese de avançar com uma queixa contra o Benfica pelo salário em atraso a Jorge Jesus (mês de junho), seja no âmbito do mesmo processo ou noutro à parte.

rui.antunes@sol.pt