Sociedade

Investigadores de Coimbra querem ajudar a memória de idosos

Uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra está a desenvolver um estudo para melhorar a capacidade de memória no envelhecimento.

Uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra está a desenvolver um estudo para melhorar a capacidade de memória no envelhecimento.

O projeto + Memória tem como ponto de partida estudos anteriores, realizados por investigadores da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, onde se desenvolveu um programa de treino cognitivo aplicado a idosos com Alzheimer.

Nesta fase, a equipa pretende expandir o projeto a idosos saudáveis, para verificar a sua eficácia na prevenção do declínio da memória, típico do envelhecimento mesmo em idosos saudáveis.

Ana Rita Martins e Lénia Amaral, investigadoras no projeto, explicam que consiste “num conjunto de tarefas com diferentes níveis de dificuldade, entre as quais a associação de faces e nomes, aprendizagem e evocação de listas de palavras - por exemplo, lista de compras - e visualização de cenários visuais complexos, como paisagens”.

O plano, que inclui ainda “a estimulação neuronal (estimulação direta do cérebro)” tem como objetivo “melhorar o desempenho diário dos participantes e prevenir o declínio, promovendo um envelhecimento saudável”, realçam ainda as investigadoras.

A pesquisa, financiada pela Fundação Bial e pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, requer a colaboração de pessoas independentes com 60 anos ou mais velhas. Os interessados em colaborar podem informar-se junto da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra ou através do endereço maismemoria@fpce.uc.pt