Internacional

Hollande atribui responsabilidade da 'barbárie absoluta' ao Estado Islâmico

No final de uma reunião de emergência do Conselho de Defesa, o Presidente francês responsabilizou o grupo terrorista pelos múltiplos atentados. "É um ato de guerra cometido pelo Estado Islâmico contra os valores que defendemos".


O Presidente François Hollande concluiu que o conjunto de atentados de sexta à noite foram "planificados no exterior". "Foi um ato de guerra organizado, preparado e planeado no estrangeiro, com cúmplices cá, tal como a investigação vai comprovar", disse.

O acto de "barbárie absoluta", que deixou pelo menos 129 mortos (oito dos quais terroristas) e dezenas de feridos em estado grave, terá da parte do Governo francês uma resposta "sem piedade", utilizando todos os meios possíveis.

Hollande declarou ainda três dias de luto.

Fronteiras encerradas e decretado estado de emergência em França

François Hollande promete 'combate impiedoso' contra terrorismo

cesar.avo@sol.pt

 

 

 

 

Os comentários estão desactivados.