Vida

Charlie Sheen vai anunciar que é portador do vírus da sida

  

O ator norte-americano Charlie Sheen vai anunciar na terça-feira, no programa de televisão Today, da cadeia de televisão NBC, que é portador do vírus da sida, noticiou hoje a publicação TMZ, especializada em notícias sobre espetáculos.

Fontes consultadas pela publicação asseguram que o intérprete vai ser entrevistado por Mat Lauer, da cadeia de televisão NBC, a quem vai dar a conhecer os detalhes sobre o seu estado de saúde.

O canal de televisão limitou-se a emitir um comunicado em que assegura que Charlie Sheen vai fazer um "revelador anúncio pessoal".

De acordo com a agência France Presse, os acontecimentos relacionados com Sheen precipitaram-se nas últimas horas, depois de o jornal tabloide The National Enquirer ter publicado que o ator sabe que está infetado com o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), há vários meses.

A edição digital da revista People publica hoje sobre o mesmo assunto que o publicista de Hollywood, Howard Bragman, foi consultado pela equipa do ator, há seis meses, sobre a forma de estudar o anúncio da doença.

"A entrevista pode provocar muita empatia em relação a Sheen, mas ele deve estar preocupado com possíveis processos judiciais por parte de pessoas com quem manteve relações sexuais", disse Bragman.

O publicista foi informado de que Sheen "está a receber tratamento" e que muitas pessoas próximas do ator "têm consciência da situação".

"Sabe-se há algum tempo. Não está necessariamente confortável por falar sobre o assunto. Foi muito duro conseguir coragem para enfrentar a situação", sublinhou.

O ator, de 50 anos, teve problemas relacionados com o consumo de álcool e drogas nos últimos anos e reconheceu ter mantido relações sexuais com prostitutas.

Charlie Sheen foi o protagonista de uma série de escândalos em 2011 que provocaram a suspensão das filmagens da série "Two and Half Men", tendo sido despedido pouco tempo depois.

Charlie Sheen, nome artístico de Carlos Irwin Estévez, é o filho mais novo do ator Martin Sheen e destacou-se em filmes como "Platoon" ou "Wall Street", do realizador Oliver Stone.

Lusa/SOL